Pela mídia tendenciosa, foi maltratada,

Desprezada pelos perversos “importantes”;

Combatida pelos ricos intolerantes,

Porém, pelos mais pobres admirada…

 

Deformadores de opinião, parciais e mentirosos,

Serviçais a seus chefes e patrocinadores,

Não tiveram integridade nem pudores,

Difamaram com má fé, inescrupulosos.

 

Seu governo, como todos, erros cometeu.

Algozes não lhe apontam desvio e corrupção

Nem conta no exterior ou malversação,

Mostram desrespeito ao povo que a elegeu.

 

No Congresso, falsos e aproveitadores,

Ética sob a cauda, hipócritas e mafiosos…

E você foi condenada por criminosos,

Uma caterva de golpistas e traidores.

 

Sem crime algum, foi punida e afastada

Por quem age em próprio benefício,

Não hesitaram conduzi-la ao suplício

Por meio do golpe com trama de cilada.

 

Página vergonhosa, cínica e imoral,

Em pleno dia, com total conivência

Dos que legislam conforme conveniências

E dos imaculados deuses do tribunal.

 

É o mais hediondo e cruel momento

No Brasil, após a ditadura militar.

Banida por ser mulher e não se sujeitar

Aos interesses de usurpadores violentos.

 

Apesar desta injustiça tamanha

O povo não perde a esperança nem a fé.

Admira você, sem delito, cair em pé,

Pra desonra da elite infame e tacanha.

 

Mas não morre a popular memória

Que seus líderes e heróis sempre cultiva.

Com sua postura ética e imagem altiva,

Você será absolvida pela história.

Anúncios